Robustas, potentes, precisas

Unidades de microvelocidade FG

E engrenagem direta para gamas de velocidade de rotação elevadas

Nossas unidades de microvelocidade FG suportam aplicações exigentes. São extremamente resilientes a vibrações e elevadas temperaturas ambiente. A marcha de precisão é realizada através de um motor principal e um motor de microvelocidade que estão interligados por meio de um redutor de microvelocidade. Isto permite alcançar maiores gamas de velocidade de rotação em soluções simples, resistentes e rentáveis. Os resultados são os seguintes:

  • Máxima exatidão de posicionamento
  • Elevada frequência de manobras
  • Movimento de grandes massas em ciclos curtos
  • Implementação de gamas de velocidade de rotação extremamente elevadas até 500 : 1

Your Contact

Demag contact

Demagcranes Brasil

Demag – MHPS Brasil
Rodovia Raposo Tavares, km 31 – Bairro Portão
06703-030 – Cotia, São Paulo – Brasil

Telefone:
+55 11 2145 7920
E-mail:
demagcranes.brasil@demagcranes.com

Product information

As vantagens em resumo

  • Acionamento altamente robusto
    • Extremamente resiliente a vibrações e elevadas temperaturas ambiente
  • Alternativa robusta a motores trifásicos comandados por conversor
  • Elevada variedade de velocidades de rotação
    • Gamas de velocidade de rotação variadas até 500 : 1
    • Maior variedade mecânica de velocidades entre a velocidade principal e a velocidade de posicionamento do que os motores de polos comutáveis
  • Até 4 gamas de velocidade de rotação fixas ao utilizar motores de polos comutáveis
  • Ciclos curtos
  • Máxima exatidão de posicionamento

Dados técnicos

O princípio construtivo

FG microspeed units
  • Unidade de microvelocidade FG com motor principal e de microvelocidade (interligados entre si através de um redutor de microvelocidade mecânico)
  • O veio de acionamento funciona quer à velocidade de rotação do motor principal quer à do motor de microvelocidade (reduzida pela relação de transmissão do redutor)
  • Motor-freio com rotor cônico como motor principal (devido ao movimento axial do respetivo rotor)
  • Em caso de funcionamento com motor de microvelocidade, o freio de motor funciona como acoplamento
  • O motor de microvelocidade pode ser um motor KB ou um motor da série Z – também em caso de funcionamento com conversor
  • Relação de transmissão finamente escalonada do acionamento de microvelocidade – de 4 a 125
  • A relação de transmissão total é especificada juntamente com as velocidades selecionadas do motor
  • Versões nas formas construtivas U e Z
  • A unidade de microvelocidade pode ser combinada com os redutores plano, angular e helicoidal do módulo de acionamento Demag na versão com acoplamento